sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

Liga BPI - 13ª jornada



A jornada anterior, a 12, teve resultados mais ou menos expectáveis, à excepção, talvez, da vitória do Clube de Albergaria em casa do Estoril Praia. Essa vitória acabou por beneficiar o Futebol Benfica, que apesar do empate em Valadares, mantém o 3º lugar com uns confortáveis cinco pontos de avanço. 
Para esta jornada vejamos o que nos espera:

Valadares Gaia vs Estoril Praia - um dos jogos mais interessantes desta jornada. Com os mesmos pontos e um percurso idêntico (só diferem, embora ligeiramente, nos golos marcados e sofridos) será uma incógnita o resultado. Na 1ª volta esperava-se um jogo equilibrado, com algum pendor até para o Estoril, e aconteceu um jogo frenético com 11 golos e um resultado favorável ao Valadares em 3-8. Será um jogo com golos, certamente.

Boavista FC vs CA Ouriense - o Boavista ainda não conseguiu encontrar solução para inverter o caminho do insucesso. Este será mais um jogo difícil. O Ouriense tem tudo a ganhar com a vitória, já que conjugada com o empate entre Valadares e Estoril e se o Clube de Albergaria não ganhar, poderá subir uns agradáveis dois lugares na tabela.

SC Braga vs AD Ovarense - mais um jogo tranquilo para o Braga, apesar de receber uma Ovarense bastante irreverente. Jogo sem grande história, onde a equipa visitante será a que, apesar de um eventual resultado mais pesado, mais terá a ganhar com o jogo. Jogar contra equipas mais fortes ajuda sempre no crescimento. 

Sporting CP vs Futebol Benfica - o jogo da 1ª volta apresentou algumas dificuldades para o Sporting e só mesmo ao cair do pano a vitória surgiu. Neste, jogando em casa e embalado pelas duas mais recentes vitórias folgadas, prevê-se que surja mais solto e com mais capacidade para vencer o jogo. As últimas prestações da Ana Capeta, com seis golos em quatro jogos, não deixam nenhuma adversário descansado. O Futebol Benfica sabe que terá um jogo muito difícil, mas se repetir a exibição da 1ª volta, talvez consiga minimizar os danos e procurar discutir o resultado. 

Clube de Albergaria vs CS Marítimo - mais um duelo que se prevê bastante intenso. A equipa da casa tem tido um percurso ascendente, com quatro vitórias seguidas e a a 2ª melhor marcadora da Liga. Apesar da proximidade na tabela e do Marítimo estar a fazer uma prova bastante boa, o Clube de Albergaria é favorito. Mas o Marítimo irá lutar até ao fim pelo resultado, fazendo disso a sua imagem de marca.

Vilaverdense FC vs GD A-dos-Francos - o Vilaverdense já muito dificilmente conseguirá escapar à despromoção. E ainda que o percurso do A-dos-Francos não esteja a ser o mais regular possível, ainda assim tem argumentos para ir a Vila Verde jogar para ganhar. 

A reter, e esperar os resultados com alguma expectativa, estão o Valadares - Estoril e o Clube de Albergaria - Marítimo. No entanto, têm existido surpresas onde menos se espera.


sexta-feira, 4 de janeiro de 2019

Liga BPI - recomeço após as festas



Neste início do ano, a Liga BPI começa a 2ª volta. Após duas semanas de interregno, embora com uma eliminatória da Taça de Portugal pelo meio e uma jornada em atraso para Futebol Benfica - Estoril Praia disputada em 29/12/18, vejamos o que de interessante vai acontecer este fim de semana.

Estoril Praia vs Clube de Albergaria -  com uma série de seis vitórias seguidas, o Estoril só caiu no último fim de semana perante o Futebol Benfica, em jogo adiado da 7ª jornada. O início de época marcado pela troca de equipa técnica não começou bem, mas a partir da 5º jornada equilibraram-se, só tendo perdido dois jogos em casa. O Clube de Albergaria vem de uma série de três vitórias, a sua série mais positiva desta época. Tendo nas suas fileiras a segunda melhor marcadora da prova, Daniela Silva, é ela que tem sido a peça chave na conquista dos três pontos. Este será um jogo bastante equilibrado, cujo favoritismo penderá para a equipa da casa. Mas a vitória do Albergaria em casa do Fofó na última jornada, deixam em aberto algumas possibilidades de surpresa.

CA Ouriense vs Vilaverdense FC - este jogo poderá ser uma boa oportunidade para o Ouriense voltar à vitórias, já que delas anda arredado há quatro jornadas. Frente a um Vilaverdense que tem tido muita dificuldade em sacudir a crise, já que só tem dois golos marcados e u ponto conquistado, tudo se conjuga para que a vitória sorria à equipa da casa. 

Valadares Gaia vs Futebol Benfica - sem dúvida alguma, o jogo da jornada. Adversários de historial antigo e bastante interessante, com um troféu ganho directamente por cada um dos clubes (Supertaça para o Valadares e Taça de Portugal para o Futebol Benfica). Equipas que se equivalem, o factor casa poderá pesar a favor do Valadares, embora o Futebol Benfica saiba como ganhar em Gaia. Será um jogo muito intenso, de grande rivalidade, mas que se prevê muito bem jogado. Seja qual for o resultado, o Fofó manterá a sua posição no 3º lugar. 

AD Ovarense vs Sporting CP - a Ovarense, apesar de estreante na Liga e ter um registo claramente superior de derrotas no total dos jogos realizados (8 em 12), tem sido uma equipa que disputa braviamente todos os jogos. Com golos marcados contra quase todos os adversários, vai querer fazer o mesmo no domingo. No entanto, isso e uma boa exibição será o máximo que poderão aspirar. Do outro lado está o Sporting, bicampeão nacional, que apesar de não estar a fazer uma época brilhante, tem imensa qualidade individual e colectiva. E não irá dar mais nenhuma hipótese de perda de pontos até se encontrar novamente com o Braga. Isso será seguro.

CS Marítimo vs Boavista FC - jogo claramente favorável para o Marítimo, a jogar em casa frente ao seu público. O Boavista terá de se esforçar muito para contrariar o favoritismo das insulares. Mais um jogo difícil neste calvário que tem sido esta época para as axadrezadas.

A-dos-Francos vs SC Braga - prova algo irregular da parte do A-dos-Francos, mas a ser suficiente para se manter acima da linha de despromoção. Este jogo será, naturalmente, muito difícil, mas onde poderão tentar adiar o mais possível o primeiro golo do Braga, já que o seu caudal ofensivo é maior nas segundas partes. Para o Braga será mais um jogo para pontuar e, se possível, golear. Tem sido este o caminho "escolhido" pela equipa de Miguel Santos para lutar pela conquista da Liga BPI. Sem perdão, seja qual for o adversário. 

Apresentados os jogos, ficamos à espera do que as equipas nos vão mostrar, no jogo jogado. E quais os reflexos da paragem para as festas de Natal e Ano Novo. 



sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

Liga BPI - os extremos praticamente definidos



Com esta jornada, chegamos ao final da primeira volta. Metade da prova ficará concluída e algumas ilações poderão ser tiradas. O Braga ao vencer o Sporting em casa deste, ficando com 5 pontos de avanço, garante praticamente a vitória na Liga BPI. Claro que ninguém é campeão na primeira volta, mas analisando a prestação das equipas e com tantos pontos de diferença, só mesmo uma catástrofe impediria que isso acontecesse. E do que temos visto do Braga, está muito longe de se deixar surpreender.
Boavista e Vilaverdense têm praticamente o destino traçado em relação à despromoção, já que em 10 jogos só conseguiram 1 ponto cada. Estão a 8 pontos do antepenúltimo, parece-me bastante difícil de recuperar. 
Essa distância que todas as equipas têm em relação à zona de despromoção tem deixado que os jogos se disputem de forma mais tranquila, porque quase ninguém sente que se perder o próximo jogo fica com a vida mais complicada. A não ser que tenham ambições em termos de classificação. 
Para terminar a primeira volta, eis aqui o que poderemos assistir:


CS Marítimo x CA Ouriense - um confronto entre duas novidades na Liga BPI, embora o Ouriense tenha no seu historial grandes feitos, ao nível dos melhores. O Marítimo tem cumprido no seu papel de estreante, ocupando o 8º liga na tabela e com uma pontuação bastante confortável (14 pontos para 1 do penúltimo). Tendo já surpreendido o Sporting, com um empate, espera-se que neste jogo procure a vitória. O Ouriense começou a época muito forte, com 4 vitórias seguidas, mas há 3 jornadas que não pontua. Ocupa um tranquilo 5º lugar, mas só tem mais 1 ponto do que o Marítimo. Será um jogo bastante disputado, onde qualquer equipa poderá pontuar. 

AD Ovarense x Valadares Gaia - a Ovarense tem feito o seu percurso de forma abnegada e sempre com bastante entrega. A prová-lo está o seu registo de golos marcados (18, sendo a 7ª equipa mais concretizadora, à frente de 4 equipas que estão acima na tabela), só não tendo concretizado frente ao Sporting e A-dos-Francos, na 1ª e 3ª jornadas, respectivamente. É em casa que marca mais, prevendo-se que o frente ao Valadares quererá marcar e procurar a vitória. Para o Valadares, apesar da deslocação ser curta, este talvez não seja o jogo ideal para recuperar da surpresa da jornada passada, em que perdeu em casa com o Marítimo. Tendo jogadoras mais experientes não será surpresa se for ganhar a Ovar, já que esta Liga é pródiga em resultados inesperados. Mas não será pera doce. 

C Futebol Benfica x Clube de Albergaria - após uma época menos conseguida, em que terminou em 7º lugar, coisa que já não acontecia desde 2012/2013, o Futebol Benfica tem feito um trajecto intocável na Liga BPI, à excepção dos jogos com o Sporting e Braga. Esse trajecto tem sido conseguido à força de muita luta e convicção, com alguns jogos a serem ganhos mesmo no final. Isso revela que a equipa está preparada para sofrer e dar a volta por cima. Domingo, no eterno clássico que opõe as irmãs Andreia Silva e Patrícia Sousa, o Fofó vai encontrar um dos seus rivais de sempre, o Clube de Albergaria. Um jogo que é quase sempre muito equilibrado e que este não será excepção. A equipa de Albergaria-a-Velha, depois de um início periclitante, conseguiu colocar-se a meio da tabela. 

Estoril Praia x Boavista FC - com um início de época bastante difícil, a partir da 5ª jornada só soma vitórias. Com um jogo a menos, que se realizará dia 29 frente ao Futebol Benfica, tem vindo a subir lugares na tabela classificativa, também por força de resultados menos positivos que as equipas que estavam à frente tiveram. Ocupa o 4º lugar e neste jogo prevê-se que continue na senda das vitórias. O Boavista continua com dificuldade em sacudir a crise e este jogo não deverá ser animador. 

SC Braga x Vilaverdense - depois de na última jornada ter garantido uma vitória que lhe pode garantir o troféu da Liga BPI, o Braga terá domingo um jogo para jogar em velocidade de cruzeiro e pôr a jogar as jogadoras menos utilizadas. Algo que dificilmente acontecerá, pelo menos ao que à velocidade de cruzeiro diz respeito, porque o Braga só sabe jogar em alta rotação. O Vilaverdense, recém reforçado com a guarda-redes suplente do Braga, terá mais um jogo difícil e em que a suposta recuperação não cabe. 

GD A-dos-Francos x Sporting CP - curiosamente, este duelo repete o da época passada na mesma jornada. Depois de um resultado positivo em Valadares, e inesperado, o A-dos-Francos precisava de uma equipa mais acessível para capitalizar essa vitória. O Sporting, ainda que ferido pela derrota em casa que pode comprometer a conquista do tri-campeonato, ou por isso mesmo, por estar ferido, deverá querer vingar esse jogo menos conseguido. No ano passado venceu por 0-5, veremos como se vão comportar este ano. 

A Liga BPI encerra por este ano, exceptuando o jogo em atraso do Futebol Benfica - Estoril, que se jogará no dia 29 de Dezembro, às portas do fim do ano. No próximo fim de semana, a 22, jogar-se-á uma eliminatória da Taça de Portugal, a primeira com as equipas da Liga BPI.




terça-feira, 11 de dezembro de 2018

O fim de um ciclo?


A derrota do Sporting CP na 10 jornada da Liga BPI representou a primeira do clube de Alvalade a nível interno, no tempo regulamentar, e caminha-se para o fim de um ciclo de domínio inequívoco da equipa verde e branca, desde que reativou a equipa feminina, na época 2016-2017.

Mas não é sobre o jogo grande da jornada 10 nem tão pouco sobre os clubes intervenientes que escrevo umas linhas. O tema é mesmo o encurtar dos ciclos de domínio de uma equipa sobre as restantes.

Logo à cabeça surge o nome de duas equipas com inegável palmarés: Boavista FC e SU 1º Dezembro. Foram, sem qualquer margem de duvidas, as grandes dominadoras do futebol feminino nacional durante décadas. Convém não esquecer que o clube do Porto é o único cuja equipa se mantém em atividade desde os primórdios do futebol feminino nacional (há mais de 30 anos). Quando apareceu a primeira competição da responsabilidade da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), em 1988, designada de Taça Nacional, o Boavista conquistou todas as cinco edições desta prova. 

O registo continuou com o aparecimento do Campeonato Nacional, cujas três primeiras edições foram para o clube da cidade invicta. Este ciclo do Boavista terminou na edição de 1995-1996, quando o Lobão "roubou" pela 1ª vez um troféu às axadrezadas. Mas, como seria de esperar, o Boavista volta a conquistar o Campeonato Nacional logo na época seguinte, que marca também o último que conquistou (1996-1997).

Nas épocas seguintes, entre 1997-1998 e 2000-2001, o Gatões (Matosinhos), conquistou três Campeonatos Nacionais, sendo que o último (2000-2001) permitiu que fosse o primeiro representante nacional na primeira competição de clubes da UEFA.

O troféu da época de 1999-2000 representou o primeiro dos 12 campeonatos nacionais que a SU 1º Dezembro conquistou, sendo 11 consecutivos (2001-2002 a 2011-2012), marca impressionante e que, dificilmente, nos próximos anos será repetida ou ultrapassada.
Com o evoluir das exigências, em 2004, surge a primeira edição da Taça de Portugal feminina, cujo primeiro vencedor foi a SU 1º Dezembro (que voltaria a repetir o feito por mais sete ocasiões). À SU 1º Dezembro apenas faltou a conquista de uma Supertaça Feminina, mas quando a competição foi lançada já a SU 1º Dezembro tinha encerrado a sua equipa sénior, de longe a mais representativa do clube. Decisões, no mínimo, estranhas.
Quem aproveitou a queda livre da SU 1º Dezembro foi a Ouriense, que dominou nas duas épocas seguintes (2012-2013 e 2012-2014), conquistando também a Taça de Portugal em 2013-2014. Conseguiu, ainda, o feito histórico de ser até à data a única equipa portuguesa a ultrapassar a fase de mini-torneio da Liga dos Campeões feminina, passando à fase a eliminar.
Sucede ao Ouriense, o Clube Futebol Benfica, que conquistou dois campeonatos nacionais, duas Taças de Portugal e foi o primeiro clube a conquistar uma Supertaça, em 2014-2015.
Na época de 2016-2017, assiste-se às entradas do Sporting e do Braga e com eles a mudança completa do que eram as competições femininas até então. São formadas as primeiras equipas com jogadoras profissionais e a disputa fica resumida a estas duas. É que excluindo o domínio da SU 1º Dezembro, todas as épocas seguintes a incerteza do vencedor pairou até quase ao final.
Assiste-se, agora, ao final do domínio do Sporting. Poderá ser precipitada esta afirmação. É verdade, admito que sim, mas os cinco pontos de desvantagem que tem antes da final da primeira volta, deixa o clube leonino apenas com um troféu para conquistar, a Taça de Portugal, que depende única e exclusivamente de si.
Estaremos a assistir ao inicio do ciclo do Braga? Para já, está bem lançado para conquistar a sua primeira Liga.
É que para a Taça de Portugal há outro concorrente de peso e que nunca escondeu que o objetivo da época de lançamento era a conquista desse troféu: o SL Benfica.
Preparem-se que a próxima época vai ser, de longe, a mais emocionante de todas até agora. Três grandes clubes à procura de conquistar os troféus em disputa.
E os ciclos vão ser, seguramente, cada vez mais curtos.
(Texto publicado originalmente no Sindicato dos Jogadores).

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

Sporting CP 0 - 2 SC Braga: o título está (quase) entregue



Como antecipámos, o Braga não se iria fazer rogado se tivesse a oportunidade de sair de Alcochete com os 3 pontos na bagagem.

Dizer que assistimos a um grande espetáculo de futebol não corresponde à verdade mas foi seguramente o mais disputado e renhido dos últimos tempos, onde o Braga foi muito mais eficaz que o Sporting. O Sporting fez muito pouco para quem tinha obrigatoriamente de ganhar para se manter na luta pela conquista da Liga BPI.

O Braga apresentou-se como uma equipa mais esclarecida e a vantagem pontual permitiu-lhe encarar o jogo de forma muito mais serena. E aproveitou de forma exemplar as ofertas dadas pelas centrais do Sporting. Mas, não se pense que o Sporting perdeu por demérito seu. De todo, o Sporting perdeu, pela primeira vez para a Liga, por mérito do Braga, que trouxe a lição bem estudada e sabia perfeitamente quais as peças que tinha que anular da equipa adversária. A organização e a lição que o Miguel Santos  passou às suas jogadoras, elas executaram-na na perfeição. Foram sempre mais dinâmicas, afoitas, lutadoras e com sentido na baliza adversaria. E nos duelos individuais, se não levaram a melhor todos, andou lá perto.

Há, claramente, falta de alegria e motivação na equipa leonina. Foram poucas as jogadoras que nunca viraram a cara à luta e remaram contra o jogo que o Braga tinha planeado e colocou em campo. O valor individual das jogadoras do Sporting não pode só produzir o que se viu no jogo de ontem.

O jogo valeu, especialmente, pelos primeiros 45 minutos. A etapa complementar trouxe um Braga consciente que tinha tudo para manter o resultado a seu favor e o jogo tornou-se mais quezilento, com muitas paragens que em nada favorecem quem tem que recuperar da desvantagem de 2 golos. O Sporting deixou-se enrolar na teia montada pelo Braga e não concretizando as (poucas) oportunidades que criou, só se pode "culpar" a si próprio de deixar fugir a única oportunidade que tinha para continuar a depender de si próprio.

Objetivamente, algo vai mal no reino do leão.

Mas isso pouco importa ao Braga, que mostrou ao que vinha e deu um passo de gigante para conquistar a sua primeira Liga.

sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

Liga BPI - 10ª jornada com Sporting e Braga em luta directa



A jornada 9 não trouxe surpresas, tirando talvez os números exagerados no Braga - Valadares. A jornada 10 terá como polo concentrador de todas as atenções o Sporting - Braga, onde muito se poderá decidir, ou até ficar tudo na mesma.
Veremos.

Clube Albergaria x AD Ovarense - duelo entre vizinhos, este encontro. Em teoria o Clube de Albergaria é favorito, porque joga em casa e tem uma equipa mais experiente na Liga. Mas a irregularidade que tem demonstrado e algumas debilidades defensivas, não dão como seguro um resultado positivo. A Ovarense é uma equipa muito combativa, que vai a Albergaria para não tornar a vida fácil às da casa, como já demonstrou com a vitória conseguida em Ourém.

Sporting x Braga - o Jogo da jornada. Ambas as equipas têm muito a ganhar, mas o Sporting tem mais a perder do que o Braga. Com menos 2 pontos, está proibido de perder, sob pena de ver o título muito longe de ser conquistado. O orgulho ferido poderá, muito bem, servir de alavanca de motivação para as jogadoras leoninas. Ao Braga, empatar ou perder terá o mesmo impacto, ficando dependente do resultado em sua casa na 2ª volta, já a vitória deixará praticamente a questão do título encerrada. Embora ninguém o admita. Poderá não ser um jogo brilhante tacticamente, mas será um jogo cheio de emoção, isso é certo.

CA Ouriense x Estoril Praia - vindo de 2 derrotas seguidas, o Ouriense, que tinha começado a época com um fôlego que lhe rendeu 12 pontos em 4 jogos, vai querer repor a tranquilidade e a estabilidade pontual. Surpreendido pela Ovarense na 8ª jornada, a derrota em casa do Futebol Benfica foi tangencial e até algo imerecida. Em casa, vai fazer tudo para ganhar. Do outro lado, estará o Estoril com uma situação inversa. Não começou muito bem, mas tem vindo a crescer, com 4 vitórias nos últimos 5 jogos, sendo que tem um jogo em atraso. É uma equipa bastante mais concretizadora, tendo como uma das suas melhores marcadoras uma jogadora que já foi campeã pelo Ouriense: Mariana Coelho. Um dos jogos mais interessantes da jornada. 

Valadares Gaia x A-dos-Francos - o Valadares em casa ainda só perdeu com o Sporting. Tem um ataque bastante concretizador, só não tendo marcado em 2 jogos. A derrota pesadíssima, da jornada passada em Braga, não deverá ter consequências negativas na motivação da equipa, sendo que jogando em casa vão querer mostrar aos seus adeptos que o resultado foi um acidente de percurso. O A-dos-Francos vem de uma derrota em casa e com resultados algo irregulares. Algum desafogo que sente na tabela, assim como a Ovarense, está mais relacionado com o campeonato desastrado de Vilaverdense e Boavista, do que propriamente por estabilidade e desempenho próprios. 

Vilaverdense FC x CS Marítimo - mais um jogo difícil para o Vilaverdense, que esta época teve a equipa bastante desfalcada mercê de várias saídas. Tem sido algo penoso o caminho, não tendo ainda encontrado a fórmula para dar a volta. Pelo seu lado, o Marítimo, apesar de estreante na Liga, tem dado relativa conta de si próprio, tendo 11 pontos conquistados contra 1 da equipa da casa. Jogo descontraído, portanto, para as insulares, que poderão até fazer um bom resultado já que têm como característica ser uma equipa bastante lutadora e determinada. 

Boavista FC x C Futebol Benfica - à semelhança do Vilaverdense, também o Boavista está a fazer uma travessia no deserto por ter ficado com uma equipa bastante jovem e desfalcada. Está cada vez mais difícil inverter a queda para o abismo, e este jogo contra o Fofó não será fácil. O Futebol Benfica, com maior ou menor dificuldade, tem cumprido os seus objectivos, ainda que os 2 últimos jogos tenham sido ganhos nos últimos instantes dos jogos. Poderá denotar alguma dificuldade da equipa que já foi bicampeã nacional, e que tem 5 troféus nacionais conquistados de forma consecutiva, mas mostra também que as suas jogadoras estão imbuídas de um espírito guerreiro e de vitória, na qual acreditam até ao último fôlego. Será um jogo de vitória obrigatória. 

Estas análises e previsões têm sido bastas vezes contrariadas nos jogos, o que nos satisfaz porque significa que o futebol feminino está vivo e surpreendente. Para quem se desloca aos jogos, é um aliciante extra! 





quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

O jogo grande da jornada 10 da Liga BPI – Sporting CP - SC Braga


(Francisca Cardoso e Diana Silva )

Não pretendo fazer nenhuma antevisão do que este jogo nos poderá proporcionar do ponto de vista técnico ou táctico. Deixo isso para os entendidos. Os últimos confrontos entre estas duas grandes equipas não foram dos mais bem jogados para a promoção do futebol feminino nacional como ele merece. Se as duas melhores equipas nacionais, com as melhores executantes não conseguem proporcionar os melhores jogos de futebol, a própria competição ressente-se pois precisa é de espetáculos para captar cada vez mais adeptos para a causa.

Sem qualquer leviandade de me querer intrometer no trabalho semanal das duas equipas técnicas, desejo sinceramente que o jogo dia 9 de Dezembro seja um desafio de encher o olho a todo e qualquer adepto de futebol.

Todavia, talvez não tenhamos essa sorte porque este jogo encerra grande responsabilidade para ambas as equipas e pode resolver, quase de imediato, a atribuição do título de Campeão da Liga BPI de 2018/2019, antes do final da primeira volta, caso o Braga vença em Alcochete. Pela 2ª vez, o clube leonino vê-se obrigado a correr atrás do prejuízo (a primeira foi no jogo realizado em Alvalade em que o Sporting tinha que vencer para anular a vantagem do Braga, na primeira edição da Liga Allianz, num jogo electrizante com mais de 9000 adeptos nas bancadas). Na jornada 10 o cenário irá repetir-se, o clube de Alvalade tem 2 pontos a menos que o Braga, fruto do empate concedido na Madeira.

Poderia dizer, sustentado apenas nos resultados, que o Braga está a jogar melhor que o Sporting nesta presente época. Leva 54 golos marcados, o dobro do Sporting (27). Mas será esta uma análise correta? Incompleta será certamente porque haverá outras variáveis que teríamos que tipificar. Lembro-me, assim de repente, da eficácia de concretização de ambas as equipas.

O que posso dizer, sendo uma opinião muito pessoal, é que o Sporting tem muito mais a perder neste jogo que o Braga. Se bem se recordam, o clube de Alvalade teve um período tumultuoso no início da época, com eleições que foram tema de intermináveis conversas de café. Podemos considerar que tal não teria repercussões nas equipas leoninas em competição, que são máquinas oleadas, preparadas em qualquer circunstância e imunes a qualquer mudança. Errado, toda e qualquer atividade na estrutura directiva tem reflexo nas equipas do clube. A incerteza que paira não permite que o trabalho que se pretende realizar decorra de forma serena como se exige.

O Braga, depois da conquista da Supertaça, em Viseu, quebrou o enguiço e ergueu o seu primeiro troféu nacional. O que mais me tem fascinado nesta equipa do Minho é o caudal ofensivo, a procura constante da baliza adversária e concretizar todos os golos que conseguir, independentemente do adversário, sem nunca abrandar o ritmo de jogo. Será que vai manter este padrão de jogo no próximo domingo? A acontecer, será uma enorme demonstração de personalidade da equipa.

Ao Sporting, apenas a vitória interessa. Não só para recuperar a desvantagem pontual mas especialmente para dar novo alento a uma equipa que já ganhou tudo internamente e transmitir uma prova inequívoca que está firme na luta pela reconquista de todos os troféus ainda em disputa, colocando um ponto final em jogos menos conseguidos. Creio que o Nuno Cristóvão tem mais dores de cabeça para escolher as 11 titulares que o Miguel Santos no Braga. Não que considere que o Braga tem menos opções, bem pelo contrário. Não tem é um plantel desenhado e construído maioritariamente com jogadoras portuguesas de elevada qualidade, todas internacionais e, que de uma época para outra, não são primeira opção.

O Braga, mais confortável na situação de líder isolado da Liga BPI, não se vai fazer rogado se puder sair de Alcochete com os 3 pontos e, desta forma, dar um passo de gigante na conquista do troféu em disputa. Haverá ainda muita Liga até ao fim, mas o Sporting perdendo já não dependerá exclusivamente de si.

Na verdade, creio que o mais correto é afirmar que só podemos perceber quem está, efectivamente, melhor quando estas duas grandes equipas se defrontarem pois estarão ambas sujeitas aos mesmos níveis de dificuldade e exigência, onde qualquer pequena falha pode comprometer o resultado final.

Uma coisa é garantida, o único pensamento das 22 jogadoras a entrar em campo no domingo vai ser a vitória. 

Até porque são estes jogos que mais adrenalina libertam.

Muito sucesso ao Sporting CP e ao SC Braga e que proporcionem um excelente jogo de futebol.

segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

Sporting 'ressuscita' ataque em vésperas de jogo grande


Em visita ao Vilaverdense, o Sporting repetiu a goleada da primeira jornada frente à Ovarense - 7 golos marcados e nenhum sofrido. Tendo vindo a ser bastante perdulária, a equipa verde e branca aproveitou este fim de semana para afinar a pontaria.

No próximo fim de semana haverá um Sporting - Braga, o jogo da Liga BPI que ninguém 'pode' perder, seja dentro de campo, seja como espectador.

A Maria João Xavier voltará ao tema, em artigo a sair a meio da semana.

Fiquem atentos!

sexta-feira, 30 de novembro de 2018

Liga BPI - os últimos a ficarem cada vez mais últimos



A 3 jornadas do fim da 1ª volta a tabela classificativa mostra um Vilaverdense e um Boavista cada vez mais últimos. E se não conseguirem rapidamente começar a pontuar, terão o destino da despromoção quase traçado. Nesta jornada só o Boavista poderá sonhar com isso, já que o Vilaverdense recebe o Sporting e mesmo em serviços mínimos ganhará tranquilamente. 

SC Braga - Valadares Gaia FC - com este Braga, quase que apetece dizer que a única dúvida é saber por quantos golos irá ganhar. No entanto, este domingo terá pela frente um Valadares que tem tido um desempenho muitíssimo bom e que não irá querer facilitar. Apesar do favoritismo do Braga, não será de espantar que a vitória seja pela margem mínima.

Futebol Benfica - CA Ouriense - duas equipas com tradição de jogos difíceis e bem disputados entre ambas. Na classificação estão no lote de três que mais condições têm para ficar em 3º na Liga BPI. Apesar de mais experiente e de jogar em casa, o Futebol Benfica terá um desafio muito difícil, até porque o Ouriense vem ferido de uma derrota (inesperada) em casa frente à Ovarense. Será um jogo bastante interessante de se ver, para quem se deslocar ao Francisco Lázaro no domingo à tarde. 

AD Ovarense - Boavista FC - com uma vitória, surpreendente, no campo do Ouriense, a Ovarense conquistou uma folga em relação à zona da despromoção. O jogo frente ao Boavista poderá permitir mais uma descolagem, mas não é certo. O Boavista precisa desesperadamente de pontuar e poderá querer aproveitar este jogo para o fazer. Embora, em termos de argumentos, o favoritismo cai para a equipa da casa. 

Estoril Praia - CS Marítimo - com percursos muito semelhantes, embora o Estoril tenha menos um jogo disputado, o efeito casa e a veia goleadora da equipa da casa poderá trazer alguma vantagem. O Marítimo, por seu lado, tem como característica ser uma equipa que luta pelo resultado até ao fim, como bem o diz os jogos frente à Ovarense e ao Futebol Benfica. Este jogo será bastante equilibrado e com golos. Para gáudio de quem for à Amoreira. 

GD A-dos-Francos - Clube Albergaria - jogo bastante equilibrado, entre duas equipas que estão coladas na tabela classificativa. O A-dos-Francos, que na época passada esteve muito próximo da descida, está a conseguir aguentar-se numa zona confortável. O Clube de Albergaria certamente esperava um melhor rendimento, face às contratações efectuadas, mas poderá ainda vir a acontecer na segunda metade da prova. Um empate poderá muito bem servir as duas equipas. 

Vilaverdense FC - Sporting CP - mais um jogo "impossível" para o Vilaverdense, que tarda em conseguir recuperar do penúltimo lugar. Frente ao Sporting não deverá ter grandes hipóteses. O Sporting terá mais um teste tranquilo, talvez agora mais tranquilo já que as suas avançadas voltaram a sair da sombra e fizeram o resultado frente ao Clube de Albergaria - Carolina Mendes e Diana Silva.

Um dos atractivos desta Liga BPI tem sido a elevado número de golos conseguido em todas as jornadas. Mais um desafio a tentar manter nesta 9ª jornada.  



sexta-feira, 23 de novembro de 2018

Liga BPI - a jornada 8 em perspectiva




Um Braga imparável, com uma chuva de golos em quase todas as jornadas e uma Vanessa Marques a querer ser a figura maior da Liga BPI, um Sporting a sobreviver à crise de concretização através das jogadoras mais recuadas no terreno e as restantes equipas a comportarem-se como e expectado, assim se cumpriu a jornada 7. 
Para esta jornada, veremos se alguma surpresa poderá acontecer.

CA Ouriense - AD Ovarense - apesar de um goal average negativo, o Ouriense está no lote das equipas que vai disputar o 3º lugar. Com um registo imaculado, salvaguardando os jogos com Braga e Sporting, jogando em casa é claramente favorito. Do outro lado estará uma Ovarense que ainda digere a derrota do fim de semana passado, onde estando a ganhar 2-0, acabou por sucumbir frente a um Marítimo com uma Telma Encarnação, que aliando talento e juventude, fez os 3 golos da vitória. Jogo, portanto, muito difícil para a equipa estreante da Liga. 

Estoril Praia - Vilaverdense FC - numa altura em que começava a recuperar alguns lugares na tabela, na jornada passada ficou de fora da competição pelo facto do jogo com o Futebol Benfica ter sido adiado. Jogando em casa, e tendo a Mariana Coelho e Catarina Amado como as marcadoras de serviço, em princípio a vitória poderá ser  um resultado mais do que natural. Até porque do outro lado está um Vilaverdense muito abaixo das expectativas. Mas, em termos defensivos, o registo da equipa do Minho é bem melhor do que a do Estoril. Ainda assim, talvez seja difícil a retoma já neste jogo. 

Clube Albergaria - SC Braga - um Albergaria com um percurso algo acidentado esta época, não terá neste jogo vida fácil. O Braga está imparável e há 4 jornadas consecutivas que não marca menos de 6 golos por jogo. Embora a equipa da casa seja conhecida por fazer a vida difícil às equipas mais fortes, para este jogo será só uma questão de números, porque não está em expectativa que o Braga se deixe adormecer à sombra dos resultados. Antes, sim, eles têm acontecido porque os jogos têm sido encarados com a máxima seriedade.

Boavista FC - GD A-dos-Francos - estaremos perante um jogo que permita ao Boavista conquistar pontos? Será imperioso que consiga defender bem e jogar um pouco com a irregularidade do A-dos-Francos. Que por seu lado, deve estar desejoso de voltar a pontuar, já que há 4 jornadas que perde. De qualquer modo será um jogo de maior pressão para o Boavista.

Valadares Gaia - Sporting CP - este será, sem dúvida, o jogo mais interessante da jornada. Um Valadares com um goal average só ultrapassado pelo Braga - sim, tem mais golos marcados do que o Sporting, ainda que tendo mais sofridos: 28-7 para 18-1. Um campo com um público muito interventivo e difícil para o adversário. A possibilidade de roubar pontos a um adversário, com quem quase toda a gente "aceita" perder. Estas são as motivações do Valadares. Para o Sporting, será um jogo em que terá de arregaçar bem as mangas, marcar logo na primeira oportunidade que lhe apareça, para que a ansiedade não tome conta das avançadas. A 2 jornadas de defrontar o Braga é proibido falhar. Será um jogo espectacular para se ver ao vivo. 

CS Marítimo - C Futebol Benfica - a equipa, que ascendeu à Liga BPI por via da conquista do campeonato de promoção, tem feito uma prova bastante aceitável para a condição de estreante. Já se percebeu que não se entrega perante nenhum adversário e que luta até ao fim pelos resultados. Como exemplo temos o jogo do fim de semana passado, em que virou um resultado em Ovar de 2-0 para 2-3, na segunda parte e o jogo em casa com o Sporting em que empatou 1-1. Pela frente terá uma equipa bastante equilibrada e cheia de qualidade e experiência. O Futebol Benfica irá à Madeira para lutar pela vitória, mas a juntar às qualidades anteriormente descritas do Marítimo, terão um campo que não se antevê que seja fácil. No entanto, o Fofó terá de demonstrar a sua condição de favorito e jogar para a vitória, sem desculpas.